Compulsão alimentar e auto imagem - Marci Marciano | Consultora de moda

Compulsão alimentar e auto imagem

Quem me acompanha no instagram  viu meu desabafo, contei que estava me sentindo triste e desmotivada sem vontade de trabalhar e fazer minha atividades diárias,  muita gente me mandou palavras de incentivo que me ajudaram a sentir melhor, agradeço todos vocês.
Como divido meus pensamentos, dicas e um pouco do meu dia a dia com por aqui senti a necessidade de contar o que tem acontecido comigo nos últimos meses.
Faz mais ou menos um ano e meio engordei alguns quilos, desde criança luto contra o peso, mas consegui chegar em um corpo que gostava e me sentia bem, mas em agosto de 2016 perdi uma tia muito próxima que gerou um desequilíbrio na minha família, e como tenho dificuldades em viver o luto acabei “comendo” meus sentimentos e nessa engordei mais de 6 quilos.
Minhas roupas não serviam mais, me olhava no espelho e sentia repulsa por mim mesma, não conseguia entender porque tinha deixado aquilo acontecer comigo.
Neste período fiz diversas dietas, mas sem resultado, muitas outras coisas aconteceram na minha vida e como sempre a comida era meu refúgio.
Já estava acima do peso quando viajei de férias este ano, e lá acabei engordando mais alguns quilos e voltei com minha auto estima muito baixa e esta foi a razão de estar me sentindo mal. Parte do meu trabalho depende da minha imagem, e se não estou com auto estima boa pra fotografar não tem como trabalhar o que gerou um ciclo que eu não conseguia romper. Me sentia mal, não conseguia trabalhar e comia pra me sentir melhor o que fez com que eu engordasse mais alguns quilos quando voltei.

A compulsão alimentar

Vejo muitas histórias de pessoas que conseguem emagrecer e ser magras por toda a vida, mas sempre me senti um fracasso por não conseguir manter o peso, o pior é que culpo a maioria dos meus insucessos pelo meu peso extra.
Faço terapia e neste meio tempo fui diagnosticada com compulsão alimentar.
Sempre ouvi que a gente tem que controlar a comida e não pode comer tudo o que tem vontade, fala a verdade se não é a coisa mais óbvia do mundo? E eu não conseguia entender isso porque por grandes períodos consegui me controlar mas quando o emocional baixa a compulsão vem com tudo!
Comecei a ler um livro que chama Impulso Irresistível, nele fala que não devemos controlar a compulsão e sim ouví-la, andar ao lado dela e entender o que está faltando que estamos querendo preencher com comida, quando a gente controla uma hora ela volta com tudo e é este ciclo que tenho vivido este um ano e meio.
Nesta semana lendo o livro e começando a me reconectar comigo mesma parei de tentar controlar a compulsão e a tentei ouvi-la, confesso que não esta sendo fácil e várias vezes me rendi ao meu velho conforto.

Momento de clareza

Passei um sábado comendo em excesso, estava com amigos, não pensei em dieta e comi. No domingo fui ao shopping, provei algumas roupas e nada me serviu, nada! Me olhei no espelho e vi um corpo que não reconheço, que não é meu, me senti mal por ter chegado a este ponto e chorei.
Confesso que foi um alívio, me senti mais forte e decidi que a partir daquele momento tomo as rédeas da minha vida, não estou confortável na minha própria pele, problema que felizmente tem solução que é ter paciência comigo mesma, valorizar aquilo que tenho de bom e quando a compulsão vier parar, respirar e entender o que está faltando pra preencher o vazio.
Resolvi escrever aqui porque muitas de vocês pode passar por isso e só quero dizer que se você não consegue manter o peso você não é uma fracassada, se você se sente mal por alguma questão física isso não é frescura, e que pra resolver estas questões existem profissionais que são preparados pra ajudar e que tem feito muita diferença na minha vida.
Uma semana iluminada pra vocês!
Beijos

0 comments
3 likes
« Como usar: MacaquinhoPreto e suas combinações »

Related posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marci Marciano

"Vejo a moda como a principal ferramenta para expressar aquilo que somos e elevar a auto estima."

Últimos Posts
Facebook
Mais Lidos
Último Vídeo
Arquivo
Newsletter