A loucura pelo corpo perfeito | Marci Marciano | Consultora de Imagem

A loucura pelo corpo perfeito

O verão acabou e com ele a enxurrada de fotos e bikini e maiôs na minha timeline, e acredito que na sua também.

Com a proliferação da vida fitness que todo mundo tem que ter um corpo em forma, nada como mostrar os resultados nas redes sociais, certo? Porque senão, qual a graça de se matar na academia, passar meses e meses sem ver um pudim na frente senão puder mostrar o corpinho sarado para seus seguidores.
Ai tem uma outra vertente, o pessoal da auto aceitação, que fala que tudo bem mostrar suas gordurinhas conquistadas através de ótimos momentos gastronômicos num bikini na beira da praia e chamar isso de auto amor, confesso que acho lindo, e invejo muito mais esta auto estima que o corpo sarado das outras. Corpo sarado, sinceramente pode ser a armadura pra pessoas totalmente carentes e com problemas de auto imagem, mas auto estima, ah, meus caros, esta é tão difícil de conseguir que cada vez mais me pergunto como conquistar e manter, de verdade, com serenidade e sem poréns.
E aí tem as pessoas como eu, com uma auto estima ok, que não se acha a última coca do deserto, tem noção das suas limitações, mas está aí na vida trabalhando pra ser uma pessoa melhor.
Uso roupas que eu gosto, independente do meu tipo físico, sei que preciso perder uns 5 quilos, mas enquanto escrevo este post como um bolinho Ana Maria, porque a vida está dura demais pra fazer dieta.
Se eu fosse mais gorda e quisesse usar vestido bandage eu usaria, se eu fosse mais magra e quisesse só usar vestidos longos e amplos eu também usaria, porque acredito que todos devem usar  o que tem vontade e usar truques de styling pra adaptar ao seu corpo (me contrata que eu te ensino tudo) porque sempre, acima de tudo queremos estar bonitas.
Tudo isso pra dizer que eu não me sinto confortável em fazer fotos de bikini e maiô, digo, respeito quem faça, mas isso não quer dizer que eu não me ame, só não acho necessário provar meu auto amor, porque cá entre nós meu corpinho só vê o ballet fitness 2 vezes por semana e não existe milagres rs, então não tenho nada pra mostrar, mas mesmo que eu fosse magra ou sarada, eu não mostraria meu corpo na internet, não faz parte de mim. Mas tudo isso porque tenho pensando que ultimamente há uma pressão para sermos fitness ou da auto aceitação, e ai pergunto: Não podemos ser nada? Não podemos acreditar em ter uma vida saudável, cuidar do corpo, mas sem a loucura da academia e ter um corpo normal? Usar 40, 42, 44, que são números do padrão da brasileira e nos aceitarmos assim? Temos que ser chamadas de gorda por usar 42? Really?
Enfim, pra mim, parecer bonita, saudável e bem arrumada já é o suficiente para me sentir bem, sem a necessidade de provar mais que isso, me incomoda o julgamento alheio, incomoda (pq minha auto estima é ok, lembra? rs) mas a gente passa um delineador, toma um café e segue a vida.
E aí concordam?
Beijos e boa semana!

0 comments
2 likes
« Rosa totalComo usar: sapato mule »

Related posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marci Marciano

"Vejo a moda como a principal ferramenta para expressar aquilo que somos e elevar a auto estima."

Últimos Posts
Facebook
Mais Lidos
Arquivo